sábado, 20 de agosto de 2011

Alimentação saudável...


HOJE ESTÀ EM MODA FALAR DE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL, MAS NEM SEMPRE SABEMOS COMO FAZÊ-LO CORRETAMENTE.

Os hábitos alimentares são resultado de diversos fatores relacionados com as condições de vida da família e o ambiente dentre os quais encontram-se o nível sócio econômico, cultura, fatores climáticos e geográficos, o meio urbano ou rural, as preferências, tamanho do grupo familiar, disponibilidades e palatabilidade dos alimentos.

Para ter uma alimentação saudável é importante realizar mudanças significativas no estilo de vida, entre as quais, adotar uma dieta balanceada e um programa de exercício regular.
Uma alimentação equilibrada é aquela que contém diferentes alimentos em quantidade suficiente para o crescimento e manutenção do organismo. A alimentação influencia diretamente na saúde, no trabalho, no estudo, no lazer e no tempo de vida das pessoas.
Uma alimentação saudável deve passar por três princípios: variedade, moderação e equilíbrio na seleção de alimentos. São sete os nutrientes básicos para o organismo: carboidratos, gordura, proteínas, vitaminas, minerais, fibras e água. O único alimento completo é o leite materno que supre todas as necessidades do bebê em seus primeiros 6 meses de vida.
A forma mais fácil de organizar nossa alimentação é utilizando a Pirâmide de Alimentos. Esse instrumento proporciona uma alimentação balanceada com exemplos da correta proporcionalidade entre os diversos grupos de alimentos.

Os grupos básicos da Pirâmide são:

1. Pães, cereais, massas e arroz: Esses alimentos fornecem carboidratos complexos e são importante fontes de energia. Devem ser consumidos em várias refeições, já que são os principais fornecedores de energia do organismo. Por exemplo: no café da manhã, entram os cereais ou pães. No almoço e jantar, arroz, macarrão, batata, mandioquinha. Dessa forma, esse grupo acaba entrando naturalmente na alimentação em proporções adequadas.
2. Vegetais: A combinação desses alimentos fornecem fibras e vitaminas e minerais, inclusive vitaminas A e C, folato, potássio e magnésio. Esses devem entrar nas principais refeições, em forma de saladas, refogados ou incorporados a outras preparações.
3. Frutas: Como os vegetais, as frutas oferecem uma grande variedade de nutrientes, inclusive vitamina C, potássio e fibras. Devem entrar na alimentação em grande variedade, e são boas opções como complementos de lanches, sobremesas e sucos.
4. Leite e derivados: Os laticínios, como leite, queijos, iogurte, constituem a principal fonte de cálcio, responsável pelo crescimento dos ossos. Também fornecem proteínas, necessárias para o crescimento.
5. Carnes em geral, ovos e feijões: Este grupo fornece a maior parte da proteína da alimentação, as quais são necessária pelo crescimento das crianças. São ainda fontes de vitaminas do Complexo B, ferro, fósforo, magnésio, zinco e outros minerais. Devem ser consumidas nas refeições principais, como almoço e jantar.
6. Alimentos ricos em gordura e açúcar: Este grupo inclui a margarina, manteiga, óleos, açúcar, chocolate e outros alimentos doces ou gordurosos. Uma pequena quantidade de gordura é necessária, por isso as fontes desses alimentos devem ser consumidas em proporções controladas. As gorduras também fornecem energia para o crescimento, e participam na formação de hormônios, porém, por serem altamente calóricas, grandes porções ou o freqüente consumo destes alimentos, inibem o apetite para alimentos mais saudáveis e podem promover a obesidade.

IMPORTANTE: Procure realizar pelo menos cinco refeições por dia, de forma variada. Pois, desta forma, mais saudável ela será! Se houverem dúvidas consulte um nutricionista.


Autora: Suzigley do Nascimento Santiago
Nutricionista de Santo André

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

A importância do café da manhã.



Bom dia gente!!
Vocês tomam ou não café da manhã? Desde que me entendo por gente ouço: "o café da manhã é a refeição mais importante do dia", "Tome café da manhã como um Rei, almoce como um príncipe e jante com um mendigo"... Agora, muito tempo depois fizeram um estudo para provar isso... srsrsr parece brincadeira!!!
Mas tem gente que não toma o café da manhã, eu sempre tomei, mamãe obrigava..srsrs
Ai a matéria que peguei no Bolsa de Mulher. Espero que gostem!!
Bjos

Para quem não tem o hábito de tomar café da manhã, qualquer motivo basta para justificar o descompromisso: falta de fome ao acordar, escassez de tempo, preguiça e muitas outras desculpas. O que muita gente não sabe é que a primeira refeição do dia ajuda crianças e adultos a terem uma vida mais saudável, com melhor desempenho intelectual e melhor desenvolvimento no trabalho ou na escola.
O evento "Café da manhã é mais do que você imagina", promovido pela Nestlé e realizado no Rio de Janeiro na terça-feira, 16, ressaltou a importância da refeição em um talk show com a nutricionista Camila Freitas e a atriz Malu Mader, mãe de João e Antônio.
"Um estilo de vida saudável começa com um café da manhã equilibrado. A quebra de jejum tem de ser feita assim que a pessoa acorda, para fornecer energia para encarar o dia. Esse hábito deve ser adquirido desde a infância. Quem não toma café da manhã tem redução de nutrientes (vitaminas e minerais) na alimentação, fica mais propício a ter anemia, déficit de atenção, apatia e indisposição", alerta a nutricionista.
Estimular o hábito nas crianças e inserir o café da manhã na educação alimentar podem parecer uma tarefa difícil, mas com determinação tudo é possível. Malu Mader confessou que, antes de participar da campanha, não era rigorosa com a primeira refeição dos filhos. "Detesto acordar cedo e posso dizer que isso é um defeito meu. Por isso, não obrigava meus filhos a comerem algo antes de irem para a escola. Além disso, eles acordam muito cedo (5h50m) e dormem até o limite do limite, não sobra tempo para o café da manhã. Agora estou mais preocupada com isso e quero mudar nossa rotina alimentar", revela ela.
Parece que a atriz não é a única a pensar assim. Um levantamento feito pela Market Tools, com 207 mães de crianças com idades entre 6 e 15 anos das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Porto Alegre, mostrou as razões pelas quais a refeição não é feita pelos pequenos: 52% das mães responderam que os filhos não têm fome assim que acordam, 24% dizem que os filhos preferem comer mais tarde, 10% que não tem tempo de preparar o café da manhã e 14%por outros motivos.
Apesar dos contratempos, é preciso prestar atenção quando o assunto é saúde. "Quando os filhos comem em casa, a mãe pode controlar e evitar que elem comam besteiras no colégio. A alimentação equilibrada também evita problemas na fala,mudanças repentinas de humor e deixa a criança com melhor performance cognitiva, que abrange atitudes positivas em relação à escola, melhor desempenho em matemática e leitura, melhor capacidade de recordar e memorizar e ter menos problemas de disciplina", reforça a doutora.
E como a praticidade está aliada ao tempo, a nutricionista dá dicas de como fazer uma refeição saborosa, prática e fácil. "Cereais, iogurtes, frutas e pães integrais são ótimas opções. O leite também não pode faltar. Combinar, por exemplo, 30g de cereais matinais com 125 ml de leite semidesnatado e uma banana é bem saudável e tem em média 235 calorias", destaca. "Para as pessoas que trabalham ou estudam muito cedo, é importante tomar o café da manhã logo ao acordar. Para as crianças que estudam à tarde, o ideal é que a primeira refeição seja feita entre 8h30m e 9h", acrescenta.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Bom dia, gente!!

Como vão indo?!
Vocês já repararam, que algumas pessoas que não tem problemas com peso, ridicularizam quem tem?
Acham que pessoas obesas são o que?! Que gente mais preconceituosa...
Podemos fazer tudo que eles fazem, quem sabe até mais bem feito!! E pode sim ser gordinho e ter muita saúde!!
Vejam a matéria abaixo!

 Obesidade não é sinal de doença, diz estudo.
RIO - É possível ser gordo e saudável? Pesquisadores da Universidade de York, no Canadá, acreditam que sim. Num estudo publicado na revista "Applied Physiology, Nutrition and Metabolism", eles concluem que as pessoas acima do peso podem ser saudáveis, viver tanto quanto as magras e ser menos propensas a desenvolverem problemas cardiovasculares.- Perder peso pode ser mais prejudicial do que simplesmente manter o peso corporal acima do ideal, mas é importante participar de programas que incluam estilo de vida saudável, prática regular de exercícios físicos e dieta balanceada, rica em frutas e verduras, - diz Jennifer, professora de Cinesiologia e Ciência da Saúde.
Segundo uma das autoras, Jennifer Kuk, o estudo "desafia a ideia de que todos os indivíduos obesos precisam perder peso". A sua equipe acompanhou 6 mil obesos por 16 anos, comparando o risco de mortalidade desse grupo com a de indivíduos magros.Segundo os pesquisadores, as pessoas obesas com poucos ou nenhum problema físico ou psicológico e que entram na idade adulta gordinhas tentam menos vezes fazer uma dieta durante a sua vida e têm mais facilidade em ser fisicamente ativas.
Os pesquisadores usaram uma ferramenta de análise o Sistema de Estadiamento Edmonton Obesidade (EOSS), desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Alberta, que se mostrou mais eficaz do que o índice de massa corporal (IMC) para identificar quem deveria tentar perder peso. Ele classifica a extensão e a gravidade de outras doenças como câncer, doenças mentais e doenças cardíacas e indica cinco estágios da obesidade.

Fonte: Agencia O Globo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...